28.04.2016

autumm

Eu comecei a compartilhar minha rotina de beleza por estação, e hoje eu queria falar quais são os meus queridinhos para o outono, essa estação calorosa e aconchegante ♥

O outono aqui em São Paulo é muito imprevisível, mas geralmente oscila entre temperaturas altas (30º) e baixas (até uns 15º). Esse ano que o tempo anda meio maluco fez mais do que 30º no último mês e hoje acordamos com 12º, o que foi bem estranho. De toda forma, é um clima que requer cuidado com hidratação, mas tendo também alguns coringas para enfrentar o calor sem deixar a pele oleosa.

Sei que eu só trago dicas da the body shop/empório body store, mas é que eu peguei a promoção da black friday e comprei todo o estoque de cosméticos para o 1º semestre no fim do ano, então até o fim do outono, é o que temos. Além disso, eu gosto tanto das marcas que as pessoas só me dão presente assim, e esse conjunto da lolita foi presente de natal. Mas deixei pro outono, porque achei que casa.

autumm2

  1. Manteiga e esfoliante corporal the body shop da linha manteiga de Karité – Gente, gente, GENTE! Que produto é esse? Não recomendo pra quem tem pele oleosa porque ele é SUPER hidratante, mas para quem tem pele normal e seca, no frio, é a pedida certa. Eu sempre me surpreendo com as linhas da the body shop, mas essa é a oficialmente a minha favorita (toda vez eu falo isso, mas é verdade).  Ela é tão macia e gostosa que não da vontade de tirar. Eu costumo alternar por semana (uma semana faço esfoliação e na outra passo a manteiga corporal). E minha pele está uma seda. Acho que seria uma linha permita para o inverno também.
  2. linha lolita da empório body store – Essa linha lolita é recomendada para pessoas mais velhas, e como eu faço oficialmente 25 anos daqui 2 meses, meus pais acharam prudente antecipar minha velhice com esse kit de miniaturas para eu experimentar. ironias da vida à parte, é uma linha realmente deliciosa. O shower é uma espécie de sabonete hidratante e que deixa a pela limpinha sem ficar seca (como outros sabonetes fazem). O hidratante é bem levinho e eu usei a maioria no último mês devido o calor. E esse óleo que diz ter partículas de ouro? É A CARA DA PHYNESE. Eu passo na minha pele me sentindo uma rainha diva que toma banho com ouro. PQ NÉ?… O cheiro também é incrível. Nossa como eu amo esse cheiro! com certeza vou comprar a versão maior para prolongar a minha experiência com esses produtos.
  3. Eau de toilette de coco da the body shop – Eu já resenhei a manteiga corporal por aqui, e gostei tanto que minha irmã me deu esse perfuminho de presente de natal. É uma espécie de colônia bem suave com um leve cheiro de coco. Como eu amo cheiro doce, eu adorei demais, e costumo passar antes de dormir para ter bons sonhos. Eventualmente uso para sair durante o dia. Sua suavidade é ótima para isso.
  4. Creme para as mãos de amêndoas the body shop – Eu já contei aqui o quanto amo essas bisnagas de hidratantes. Essa em especial, me ganhou de tal forma que já estou na 3ª, porque é realmente deliciosa. Ela é feita com óleo de amêndoa brasileiro, e tem uma suavidade que hidrata partes frágeis sem deixar oleoso. Eu costumo suar no rosto porque no meu caso se adapta bem.

E essas foram minhas escolhas. Pretendo fazer uma pesquisa de novas marcas e produtos bacanas para usar no inverno e primavera, então acho que nas próximas estações terei novas experiências. Por hora, continua meu caso de amor com essa marca deliciosa.


arquivado em


ondas


26.04.2016

Não sei se é a retrogradação dos planetas, mas todo mundo anda tão esquisito, que eu pensei várias vezes na última semana se o problema era comigo. Eu tenho evitado a todo custo entrar em assuntos polêmicos porque eu acho que o mundo já está tão cheio de gasolina que eu não quero ser mais uma faísca que vai inflamar o próximo debate polêmico do dia. Mas eu me sinto tão sozinha que preciso saber se tem alguém nesse mundo que assim como eu, anda em uma vibe mais “deboísta” com as coisas, porque sinceramente, parece que todo mundo resolveu virar o dono da verdade nos últimos dias.

Primeiramente eu queria entender o que tem de errado em não ser esquerda/direita nesse debate político que tá na ordem do dia. Semana retrasada eu ouvi uma guria defendendo que quem se absteve na decisão do “tal impedimento” (falo em português pq não sou obrigada) era um “covardão” que não tinha coragem de mostrar a cara. Dai eu fui conversar com umas outras pessoas, para ver se abstraia do rolê, e encontrei um migo que ficou meia hora me tentando convencer da necessidade de ser “contra o golpe que vai nos levar ao fascismo”. E eu fiquei tipo reflexiva, pensando que se tem uma hora para ser abduzida por extraterrestres, a hora é agora.

Dai depois veio a questão da cusparada. E parece que não há nada mais importante pra gente discutir nas nossas vidas. E depois veio a bela e recatada, que nossa, deu mesmo o que falar. Nem deu tempo de eu pensar muito sobre o assunto, porque veio uma enxurrada de reflexões na blogosfera, com coisas muito ótimas sobre o resgate da essência do minimalismo e outras nem tanto sobre os gostos e preferências alheios. E finalmente, quando chegou o fim de semana, que eu podia refletir sobre tudo, fiquei malzona porque não achei ninguém queria conversar comigo, porque estava todo mundo muito ocupado em elaborar suas próprias defesas. pensei que tem muita gente querendo dizer, pouca gente querendo ouvir.

E é basicamente assim que tenho me sentido. Tem muita gente querendo jogar discurso inflamado, pouca gente querendo debater. Muita gente criticando, pouca gente apresentando alternativas. Muita gente olhando o defeito do outro. Pouca gente olhando para si. E eu que já gostei muito de polêmica, hoje tô me sentindo totalmente isolada nesse campo de guerra que virou a internet nos últimos dias.

Por isso migxs, desculpa o desabafo, mas eu precisava ver se acho alguém que também está se sentindo assim. Porque não está fácil. Não acho que ter um posicionamento sobre as coisas seja errado, mas acho que a falta de vontade em debater e entender o outro é o ponto da coisa. A falta de empatia, de humildade. A necessidade de defender suas ideias a todo custo e esse ego enorme em achar que sua bandeira vai salvar à todos. Estou oficialmente cansada de me sentir assim e quero acreditar a todo custo, que tem alguém do outro lado da tela que vai entender essas palavras. por isso eu pergunto:

Você também está se sentindo assim?


arquivado em


ondas


22.04.2016

plantas3

Voltando a falar dessa coisa de mudança e do apto, hoje eu vim compartilhar as minhas experiências com as plantinhas que escolhi para o apê, e que vão compor os espaços que estamos projetando desde já. Nossa ideia é ter uma casa bem tropical nesse ponto, cheio de plantinhas penduradas ao longo da casa e vasinhos espalhados por aí. A gente acredita que o verde melhora a sensação termica da casa, além de ter diversos benefícios para quem tem problema respiratório (eu!).

“Com uma vegetação ao redor, o nível de umidade do ar aumenta e fica mais puro. Além disso, estudos apontam que levar vegetais para dentro do lar traz inúmeros benefícios à saúde dos pulmões, do cérebro e do coração.”
Plantas para ambiente internos – westwing

plantaslindas

Eu tenho uma coisa muito simbólica com a minha casa (CANCERIANA ROOTS) e decidi ir comprando as plantas aos pouquinhos, para ir cuidado e fazendo crescer da mesma forma que eu estou gestando essa coisa da mudança. Acho que isso faz toda diferença, porque vamos criando um laço com elas. Eu sou daquelas dedinho meio verde, acredito que as plantas tem uma relação conosco e por isso eu converso com elas, me dedico. Acho que por isso elas tem crescido sempre lindas. Não é só técnica, mas energia.

Por isso queria compartilhar com vocês a história da escolha de cada uma das espécies que estamos cultivando. Ao todo são 10 no momento, mas com indicação de outras duas:

  1. A primeira, a samambaia: Essa bonita foi comprada quando estávamos no apê63b antes de sabermos da mudança. Eu trouxe ela comigo e desde então passamos poucas e boas. Ela morreu e ressuscitou algumas vezes e agora ela tá linda, toda verdinha e crescendo de novo. Eu demorei para entender como ela funciona. Precisa de luz natural, mas não pode ter vento nem sol direto porque se não queima as folhas. Ela tem 2 anos, e ainda não replantei. Vou manter ela nesse tamanho pelo tempo que der. A ideia é que ela fique na estante do escritório.
  2. As suculentas: comecei a comprar suculentas de forma aleatória no meio do ano passado. Todas morreram, exceto essa do vaso branquinho à direita da foto. Ela sobreviveu meses à fim e eu não faço ideia do porque. Ainda não sei cuidar de suculentas, acho elas temperamentais. Mas decidi comprar várias duas semanas atrás e montei nesse vasinho horizontal aí do centro. Vamos ver se dura. Elas vão para a cozinha.
  3. peperomia scandens: essa primeira à esquerda na foto, é a minha queridinha. As folhas tem formato de coração e uma cor verde clara que eu amo. Comprei há 8 meses e ela tem crescido firme e forte. Não necessita de grandes cuidados. Só sinto que chegou a hora de replantar, e estamos ensaiando de ir no garden comprar um vaso adequado. A ideia é deixar ela no banheiro.
  4. chamaedora elegans: que nome poderoso né? A palmeira da parte de trás da foto à direita, foi comprar também no meio de 2015 e está viva e linda desde então. Ela vai para o meu escritório e nossa intenção é replantar para um vaso maior para ela crescer. Vai para o escritório.
  5. A famosinha jibóia: essa plantinha danada tá super em alta e eu decidi comprar para ver se vai durar. Comprei a duas semanas atrás e até agora ela está ok. A ideia é deixar ela crescer e replantar em um vaso maior. Vai para a varanda.
  6. a samambaia crespa: sou a louca da samambaia e tenho outro tipo,a crespa. Comprei ela em um vaso que cabia em uma mão, e hoje ela está em um vaso médio. Está crescendo super linda, um arraso. Vai para varanda.
  7. orquídea roxa: ganhei uma orquídea rosa do bruno em abril do ano passado e a folhagem da bichinha sobreviveu. E qual não foi meu espanto quando em abril desse ano começou a abrir um galho? Não floresceu, mas tá nascendo um galho novo, mesmo sem cuidado algum. Não sou fã de orquídea, mas vou levar essa para varanda. Vamos ver se nasce flor.
  8. cactos: compramos cactos no último dia do mortos e os bichinho tão tudo vivo e crescendo de forma assustadora. Queremos colocar no banheiro e acho que vai ficar bacana.
  9. fitônia: comprei essa fitônia no meio do ano passado bem pequena e plantei em um vasinho maior. Ela tá enorme e semana passada passei ela para um vaso grande. Tá linda. Vai para cozinha e varanda (vou dividir em 2 vasos).
  10. planta do natal: O MEU ORGULHO MAIOR, porque tô cuidando dela há 3 anos e ela só cresce e fica linda. A gente comprou no natal de 2013 sem dar muito crédito nela, só porque tinha as folhas vermelhinhas. Em 2014 ela estava nesse vasinho, e em 2015 ela foi eleita nossa árvore de natal! Ela estava peladinha porque caiu todas as folhas, mas agora ela tá enorme (+ de 1 metro) e com a folhagem verde linda (como dá pra ver nessa foto). Estamos precisando colocar em um vaso maior para ela crescer mais. Vai para varanda.


arquivado em


ondas


Oi, sou Jess. Seja bem vindx ao meu espaço virtual! Aqui eu compartilho pequenos registros dos meus dias, pensamentos soltos e inspirações para uma vida mais simples e autoral. Sinta-se a vontade para ler, comentar e interagir. :)

Follow

s5 s4 s2 s1 s6licejess@gmail.com

leia sobre
celebração
alimentação
casa
estilo
beleza
lifedays
produtividade
lugares
cultura
auto conhecimento
música
em exercício do contentamento